Asa, um rei a serviço de Deus

1º – Boas-vindas
2º – Momento de oração: Ore para que em cada criança seja despertado o interessado pela leitura da Bíblia.
3º – Captando a atenção: Quem deseja aqui servir a Deus?
4º – Cânticos
5º – Princípio bíblico: I Rs 15:8-11
6º – Mensagem:

Introdução

Estamos no mês de julho e com ele já estamos estudando os reis. Os reis foram homens levantados por Deus para dirigir os destinos de Israel. O que primeiro aprendemos com a história dos reis é que quando um governante peca e se distancia de Deus, seguindo pelo caminho do pecado, todo povo daquela nação sofre as conseqüências. Assim, aprendemos que para eleger nossos governantes é preciso, antes, orar e jejuar, para pedir a orientação de Deus.

Quando nossos governantes forem homens escolhidos por Deus será o sinal de que nossa nação terá Jesus Cristo como Senhor. Precisamos de governantes como Asa que, como veremos, “fez o que era reto aos olhos do SENHOR, como Davi seu pai.”

I. EXPULSA OS INVASORES DA TERRA (v. 12)

Depois que os israelitas entraram na terra prometida, somente foram tomar posse de tudo quanto Deus lhes havia prometido, quando Davi começou a reinar. Mesmo assim, algumas tribos permitiram que estrangeiros ficassem e dividissem a terra, contrariando a vontade de Deus. Quando Asa assumiu o reino, já dividido por causa do pecado de Salomão, ainda habitavam no reino do sul, os sodomitas. Asa, então, empreende uma ação vitoriosa de expulsão definitiva daquele povo que levava Israel ao pecado. Outro problema que Asa encontrou foi a quantidade enorme de ídolos que as diversas mulheres de Salomão espalharam sobre todo a terra de Jerusalém e Judá (reino do sul). O rei, por sua vez, não pensa duas vezes e ordena derrubar toda e qualquer imagem de ídolo. A Bíblia começa a história de Asa fazendo-lhe elogios por ter acabado com esses dois comportamentos que levavam Israel a ficar longe de Deus. Com Asa aprendemos que precisamos ficar livres do pecado e de tudo o que nos leva a pecar, para que assim possamos andar na presença de Deus. Hoje, somente servirá a Deus aquele que, definitivamente, se afastando do pecado e das coisas que nos levam a pecar, também aceitar a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Torne-se, como Asa, mais um príncipe de Deus: Declare agora que sua vida pertence somente a Jesus e se entregue para sempre ao serviço de Deus.

II. MANDA SUA MÃE PARA O EXÍLIO (v. 13)

Você ama sua mãe? E o seu pai? E a sua família? É claro que todos responderemos “sim” a essa pergunta. Não tenho dúvida, embora a Bíblia nada fale a respeito, que Asa também amava sua família e sua mãe. O que lemos na Bíbia, porém, pode, num primeiro momento, parecer que o rei não amava sua mãe pois a mandou para um exílio, ou seja, mandou-a morar em um outro país sem ter o direito de jamais voltar para Israel. Você deve estar perguntando: Por que Asa mandou sua mãe para o exílio? Acontece que Maaca, esse era o nome da mãe dele, construiu para ela ídolos como a deusa Asera, que diziam ser ela a deusa da guerra, entre outras atribuições que lhes davam. Asa sabia que o grande Jeová, que os havia livrado de tantos inimigos, esse sim, era o único e verdadeiro Deus, da guerra, da paz, da prosperidade… Quando o rei percebeu que sua mãe havia seguido o caminho do pecado e não quis deixá-lo, ele tomou a única atitude possível para continuar sendo fiel e servindo a Deus: entre Jeová e sua mãe, Asa ficou com Jeová. Assim também é a nossa salvação em Cristo: pertence a cada um a decisão de aceitá-lo e segui-lo como Senhor e Salvador nosso. Ainda que todos sejam contra ou a favor, é você que deve agora decidir abrir o coração e receber a Cristo e com sua boca confessá-lo como seu Senhor e Salvador. Faça isso agora, e entre para a galeria dos príncipes, como Asa, que serviram a Deus com fidelidade e retidão.

Conclusão: Deus realmente se agrada de todos aqueles que o temem e que, entregando a vida a Jesus Cristo, lhe serve com amor, fidelidade e retidão no coração. Deus ama de um modo especial todos aqueles que deixam o pecado e, abrindo mão até mesmo da própria vida, faz o que é reto diante Dele. Abra agora o seu coração e realize o maior desejo de Jeová para sua vida: Receba a Cristo em sua vida e torne-se mais um príncipe salvo para o Reino de Deus.