Venham Conhecer A Casa Do Nosso Pai

8 novembro 2018

Lucas 15:11-24

 

A Parábola do Filho Pródigo revela Deus como um Pai diferente do que as pessoas conheciam nos dias de Jesus e apresenta também uma Casa bem diferente das “casas religiosas” daqueles dias. E eu diria também que essa “casa” apresentada nessa parábola é bem diferente de tantas “casas” que conhecemos hoje, de tantas igrejas dos nossos dias.

Hoje, o nosso convite é para que venhamos conhecer uma “casa do Pai” talvez bem diferente do que muitos imaginam. Venham conosco!

 

I – A CASA DO NOSSO PAI É UM LUGAR DE PROSPERIDADE

Enquanto que no mundo para onde o filho pródigo foi acabou se tornando um lugar de pobreza, miséria, fome e humilhação, na casa do Pai sempre foi um lugar de prosperidade, abundância e suprimento das necessidades! Mas interessante é que o filho pródigo só soube entender e valorizar a Casa do Pai quando saiu dela, quando foi lá para o “mundão” e viu a dureza que é estar fora da casa do Pai. No mundo ele experimentou fome e começou a passar necessidades (Lucas 15:14). Infelizmente muitos só valorizam a casa do Pai quando perdem essa comunhão e saem de casa!

Convidamos você a voltar para a casa do Pai! Deus, como nosso Pai, se preocupa com a gente e deseja sempre a nossa prosperidade! Venha agora mesmo para os braços do Pai! Não perca tempo!

 

II- A CASA DO NOSSO PAI É UM LUGAR DE PERDÃO

A Parábola nos conta que o filho pródigo deliberadamente se rebelou contra o Pai, contra as normas da casa do Pai, exigiu a sua herança com o Pai ainda vivo e decidiu sair de casa e entregar-se ás paixões mundanas e pecaminosas (Lucas 15:11-13). No começo foi uma festa, rodeado de amigos, levou uma vida entregue aos prazeres da carne, vivendo dissolutamente. Mas essa vida logo teve fim, acabou o dinheiro e os amigos sumiram. Você já ouviu falar de alguma história dessas? Isso é o que geralmente acontece com aqueles que decidem viver no pecado. O filho pródigo, em meio ao sofrimento, arrependeu-se dos seus pecados e voltou!

Todos nós um dia fomos “filhos pródigos” e muitos voltaram e hoje vivem felizes na Casa do Pai! Você já voltou? Ainda não? Volte agora mesmo!

 

III- A CASA DO NOSSO PAI É UM LUGAR DE AMOR

No mundo para onde foi viver o filho pródigo, ele só encontrou “amor” quando tinha dinheiro, mas depois que o dinheiro acabou, também acabou o “amor”. Mas na Casa do nosso Pai não funciona assim. Para o nosso Pai, não importa o que temos, Ele sempre vai nos amar pelo que nós somos e não pelo que nós possuímos. Todos terão atenção, cuidado, respeito e valorização por igual. Sabe por que? Porque Ele nos ama! A Casa do Pai será sempre um lugar de amor, perdão, compaixão, misericórdia, salvação e nunca um lugar de julgamento, condenação, discriminação ou rejeição. Assim deve ser sempre a nossa Igreja, uma “casa de amor”!

A casa do Pai está de portas abertas para te receber com amor, respeito e solidariedade cristã. Venha, entre, participe, a casa é nossa!

 

CONCLUSÃO: Considero essa Parábola uma das mais emocionantes, pois fala muito de quem nós fomos e de quem nós somos ainda. Fala também desse Deus que nos ama, nos perdoa e nos recebe com festa! Portanto, venha, entre nessa casa, ela é sua, é do nosso Pai! Ele te ama!

 

 

Lição de Célula Nº 883 – 05 a 11/11/2018 – Aps. Wagner & Eunice

Tags: ,